Redação BLes – A ariranha é reintroduzida na Argentina, extinta no país há mais de 40 anos.

O Serviço Nacional de Saúde e Qualidade Agroalimentar deixará no Parque Nacional Iberá de Corrientes, uma fêmea e um macho – chamados Lobo e Alondra – que chegam da Suécia e da Hungria, descreveu o La Nación.

As ariranhas podem chegar a 2 metros e pesar 35 quilos, o que, segundo as autoridades, serão os maiores predadores aquáticos de Iberá e partes irão reger e estabilizara a cadeia alimentar do espaço natural.

O Serviço Nacional de Saúde e Qualidade Agroalimentar (Senasa) liberará os espécimes após o período de quarentena e aclimatação ter decorrido no Parque San Cayetano Correntino.

“Após a primeira inspeção de quarentena, ambos os animais estão bem de saúde. Outra visita ocorrerá na próxima semana e, se eles não mostrarem sinais clínicos de doenças em um curto espaço de tempo, serão liberados ”, disse Omar Senosiain, diretor do escritório da Senasa em Corrientes.

A lontra gigante ou gargantilha -Pteronura brasiliensis, é uma das espécies de lontras mais ameaçadas na América Latina, onde tem sido perseguida e cobiçada por sua pele, informou o Clarín.

Categorias: Ciência

Vídeo em destaque

Ad will display in 09 seconds